Início Notícias Notícias da Imprensa Força Sindical cobra do governo prorrogação do prazo para sacar o PIS/Pasep

Força Sindical cobra do governo prorrogação do prazo para sacar o PIS/Pasep

- Publicidade -

Campanha sobre direito de saque do PIS/PASEP é realizada desde 2015

A Força Sindical cobrou hoje (dia 1º) do governo a prorrogação do prazo para os trabalhadores sacarem o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), que encerrou no dia 30 de junho.

Sérgio Luiz Leite, representante da Força Sindical no Conselho do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) informou que cerca de 150 mil pessoas deixaram de sacar o benefício. “O presidente da Central, Paulinho da Força solicitou ao ministro do Trabalho, Ronaldo  Nogueira, a ampliação do prazo e o pedido foi aceito. Resta apenas definir se serão 15 ou 30 dias”, ressaltou.

O calendário de pagamentos teve início em 15 de agosto de 2015 e os desembolsos totalizam até agora R$ 1,87 bilhão.
Após o prazo para sacar o dinheiro, os recursos serão devolvidos ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Para realizar o saque, o beneficiário do Fundo deve apresentar documento de identidade em qualquer agência do Banco do Brasil.

Salário mínimo

Equivalente a um salário mínimo (R$ 880), o benefício é pago a empregados que tenham trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2014 e tenham recebido até dois salários mínimos por mês nesse período.

O trabalhador também precisa estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido os dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Os recursos não sacados retornam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Os trabalhadores da iniciativa privada, inscritos no PIS, recebem o abono salarial na Caixa Econômica Federal. Quem tiver o Cartão Cidadão pode sacar o benefício em casas lotéricas ou em terminais de autoatendimento da Caixa. Quem não tiver o cartão, pode receber o dinheiro em qualquer agência do banco, desde que leve documento de identificação. Empregados domésticos não têm direito ao benefício, porque o PIS é recolhido somente por empresas privadas.

Em caso de dúvida, os beneficiários do PIS podem ligar para a Central de Atendimento da Caixa Econômica, no telefone 0800-726-0207. Quem tem direito ao Pasep pode obter informações no telefone 0800-729-0001, do Banco do Brasil.
Destinado a servidores públicos, o Pasep é pago pelo Banco do Brasil. O dinheiro costuma ser depositado diretamente na conta. Caso o crédito não tenha sido feito, o trabalhador pode ir a qualquer agência da instituição financeira e apresentar um documento de identificação.

FONTE: Força Sindical
Anúncios