O que mais falta acontecer neste país?

- Publicidade

O governo do presidente Jair Bolsonaro, quer reduzir em 90%, as normas de segurança e saúde do trabalho no país, as chamadas NRs. Segundo o presidente, o objetivo seria simplificar as regras e melhorar a produtividade.

Mas como podemos aceitar uma alteração como esta, em um país que ocupa, a 4º posição no ranking de acidentes de trabalho.

Segundo dados do Observatório Digital, de 2012 a 2018, foram registrados 4.503.631 acidentes de trabalho. O país contabiliza uma morte por acidente em serviço, a cada 3h40. Em Piracicaba, foram 5170 acidentes de trabalho em 2018. 14 acidentes por dia. 60 mortes por acidentes de trabalho, nos últimos 5 anos.

São estatísticas que só confirmam a falta de investimentos, conscientização e recursos, em uma questão que deveria ser primordial. As NRs preveem uma série de proteções e regulamentações aos trabalhadores, e têm como objetivo, garantir direitos aos funcionários em casos de acidentes de trabalho.

Com a alteração das NRs, os trabalhadores estarão sujeitos a sofrer mais acidentes, e ficarão cada vez mais a mercê dos patrões, devido a isenção dos custos de normalização e segurança do trabalho, que poderão ocorrer.

O Brasil, está virando um país de retrocessos. Já extinguiram o Ministério do Trabalho; o número de agentes fiscalizadores é cada vez menor; aprovaram uma reforma Trabalhista que retirou diretos dos trabalhadores; o desemprego só aumenta; cortes de recursos na educação; agora o governo quer aprovar uma reforma da Previdência Social, elaborada estrategicamente para prejudicar os trabalhadores e acabar com aposentadoria. O que mais falta acontecer neste país?

Os trabalhadores não podem pagar esta conta. Precisamos lutar contra estes ataques. E é neste sentido, que a diretoria do Sindicato, segue realizando assembleias nas portas das empresas, como forma de orientar e conscientizar os trabalhadores, sobre o atual momento do país.

Trabalhador! Participem das assembleias, protestos e manifestações. Somente a união será capaz de reverter toda esta situação.

Faça Valer os seus direitos !

 

Wagner da Silveira, Juca, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e região