Rio Piracicaba – Aguardando a chuva!

- Publicidade -

Há 18 dias, a cidade não registra chuvas volumosas. A rochas do leito do Rio Piracicaba novamente estão expostas, a umidade relativa do ar segue baixa e a população suporta o calor do jeito que dá. Mas a partir desta sexta-feira (20), há 80% de chances de haver pancadas de chuva no período da tarde, segundo previsões do Instituto Climatempo. De acordo com a empresa meteorológica, entre esta sexta e este domingo (22), o município deve receber chuvas moderadas, na casa dos cinco milímetros.

Nesses dias, que continuarão ensolarados, as “pancadas de chuva” deverão ocorrer nos períodos da tarde e noite. Desde o dia 1º de setembro – quando foram registradas chuvas contínuas e duradouras de 29,3 milímetros em Piracicaba – não há uma precipitação volumosa no município. E pelo menos até o início de outubro não deve haver chuvas de maior intensidade, avisam os meteorologistas.
A Defesa Civil de Piracicaba informa que o total de chuvas contabilizado até agora durante o mês de setembro é de 33,33 milímetros, de acordo com dados anotados pelo Pluviômetro do órgão municipal. Em setembro de 2018, o índice pluviométrico total foi de 49,3 mm.
Na última terça-feira (17), a umidade relativa do ar (URA) em Piracicaba chegou a 21%, índice que representa o valor mínimo do estado de atenção (de 21% a 30%). Nesta quarta-feira (18), a umidade relativa do ar ficou na casa dos 22,7%, observou a Defesa Civil do Município. “No dia 12 de setembro foi registrada a menor umidade relativa do mês, 17%, que representa estado de alerta (12% a 20%), e a temperatura chegou a 38 graus”, informou a Defesa Civil Municipal.
Nesta semana, a Defesa Civil do Estado de São Paulo emitiu um Boletim de Alerta para uma onda de calor para o período entre os dias de 16 a 20 de setembro. Segundo o órgão estadual, uma massa de ar seco que cobre São Paulo pode provocar temperaturas entre 35ºC e 40ºC, no Interior Paulista, além de índices críticos da umidade relativa do ar, que dependendo da região podem ficar abaixo dos 15%.
Recomendações e temperatura
Para suportar essas condições climáticas, é recomendável o reforço da hidratação (consumir bastante água), a utilização de roupas leves, evitar exposição prolongada ao sol, evitar atividades físicas entre as 10 horas e 16 horas e fazer uso de protetor solar, chapéus, bonés e afins.
Nesta quinta-feira (19), a temperatura mínima, em Piracicaba, será de 17ºC e a máxima, de 37ºC. Nesta sexta-feira, os termômetros ficarão entre 21ºC e 36ºC, segundo informações meteorológicas da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cepdec/SP).
Vazão e nível do Rio
Nesta quarta-feira, ao meio-dia, a vazão do Rio Piracicaba estava em 19,7 metros cúbicos por segundo (m3/s) e com nível de 1,03 metro, de acordo com os dados teleométricos do Sistema de Alertas a Inundações de São Paulo (Saisp).
 “A vazão melhorou bastante, porque no final do mês passado ela chegou em 15 m3/s”, declarou Luís Fernando Magossi, o Gordo, presidente do Instituto Beira Rio. No dia 31 de agosto, o manancial atingiu a preocupante vazão de 15 m3/s, quando em um intervalo de apenas oito horas a vazão despencou 10 m3/s.
FONTE: Gazeta de Piracicaba