Preço da cesta básica semanal tem novo aumento

- Publicidade -

O preço médio da Cesta Básica de Piracicaba ICB – Esalq/Fealq, calculado pela Empresa Júnior de Economia e Administração (Ejea), subiu 1,13% em relação à semana anterior, passando de R$ 627,47 para R$ 634,58. A Categoria Alimentos foi a que teve maior aumento, de 1,40%, passando de R$ 492,61 para R$ 499,52. Na Categoria Limpeza Doméstica houve queda de 0,15%, passando de R$ 66,95 para R$ 66,85. A Categoria Higiene apresentou aumento de 0,44%, passando de R$ 67,92 para R$ 68,22. Os produtos com destaque nessa análise são a carne de frango e da batata.
O preço médio do frango aumentou 18,79%, passando de R$ 6,86 para R$ 8,15, o quilo. Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, Cepea/Esalq, as três carnes mais consumidas no país – de frango, bovina e suína – estão em um momento de alta. Em relação às suas substitutas, a carne de frango é a que apresenta menor preço, principalmente quando comparada com a carne bovina.
Segundo o Cepea, a atual diferença entre os preços da carne de frango e bovina é a maior desde janeiro de 2004. Está havendo restrição de bovinos para abate e a sua oferta não está sendo suficiente para atender os mercados interno e externo, pressionando os preços de toda a Cadeia. Como consequência, a demanda da carne de frango tem aumentando desde a primeira quinzena de novembro.
Nesta semana, o preço médio da batata reduziu 5,03%, passando de R$ 3,90/quilo para R$ 3,70/quilo. Segundo o site ‘Agrolink’, os consumidores estavam lidando com os preços altos do produto desde o começo do ano e, só agora, a batata ficou mais barata nas Centrais de Abastecimento (Ceasas).
A informação foi divulgada por meio do Boletim Mensal do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo o Cepea/Esalq, essa redução foi causada pela maior oferta de batatas oriundas, principalmente, do Sudoeste Paulista. Esta Região, que está em final de safra, aumentou o volume ofertado do produto. Para consultar a metodologia e/ou análises anteriores, acesse o site: www.ejeaconsultoria.com.
FONTE: Gazeta de Piracicaba