Ministra anuncia Polo de Agronegócio

- Publicidade -

Encontro entre autoridades e formandos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) teve uma boa notícia para a cidade. Figura principal da ocasião, a ministra de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, revelou que Piracicaba receberá Polo Tecnológico de Agronegócio em breve. “Eu não tenho dúvida de que é uma oportunidade enorme àqueles que querem continuar nessa área”, comentou. De acordo com ela, a cidade será a segunda a receber o Projeto, que começou por Londrina (PR).

A parceria reúne a Esalq com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Ministério da Educação (MEC) e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O objetivo é aprimorar o ambiente de Inovação Tecnológica, estreitando a interação entre empresas, startups e universidades. Acelerar e sofisticar resultados em prol da Agropecuária é o que move a iniciativa.
“Temos visto cases de sucesso significativos pelo Brasil todo”, disse Tereza Cristina, sobre as startups dedicadas ao setor. “Precisamos das ideias desses jovens, aos quais colocamos o problema e eles rapidamente trazem algumas soluções”.
A reunião ocorreu na manhã desta terça-feira (14), na Sala da Congregação, do Edifício Central da Esalq. Embora seja paraninfa da turma de 2019, a ministra não comparecerá à Colação de Grau, nesta quinta-feira (16). O motivo é a agenda oficial pelo Exterior, Alemanha e Índia, esta semana.
“Mas não poderia deixar de vir aqui e mostrar a importância que nós (agrônomos) temos para o Brasil e o mundo”, justificou a breve passagem pela cidade nesta terça-feira.
Também estiveram presentes o prefeito de Piracicaba, Barjas Negri (PSDB), o reitor da Universidade de São Paulo (USP), Vahan Agopyan, o diretor da Esalq, Durval Dourado Neto, o primeiro titular da Cátedra Luiz de Queiroz, Roberto Rodrigues, e a pró-reitora de Cultura e Extensão da USP, Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado. “A Esalq está sendo chamada a participar do terceiro grande Boom da Agricultura Brasileira”, disse Dourado Neto.
Outros temas
A ministra Tereza Cristina também usou a palavra para enfatizar a potência do Brasil no setor do Agronegócio. Destacou o papel das tecnologias e a necessidade de se acompanhar a velocidade com se desenvolvem. “Temos uma porção de tecnologias para produzir cada vez mais e com sustentabilidade”, disse.
“Sustentabilidade” foi um termo repetido em diversos momentos. “Devemos preservar (a vegetação nativa), mas também produzir cada vez mais com sustentabilidade e mostrar ao mundo os bons exemplos que temos”. Comentando colocações de alguns dos presentes, a ministra falou do ‘RenovaBio’ (“um Programa Inovador”) e do etanol. O combustível, aliás, será um dos temas centrais de seu encontro com o governo indiano.“Acho que podemos fazer uma cooperação entre Brasil e Índia, levando o case de sucesso que é o etanol brasileiro”.
FONTE: Gazeta de Piracicaba