Pesquisadora desenvolve tese de doutorado na UNICAMP sobre a história dos trabalhadores metalúrgicos de Piracicaba.

Uma pesquisa de doutorado que vem sendo desenvolvida na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) analisa a história dos trabalhadores metalúrgicos de Piracicaba.

A tese da historiadora Fabiana Junqueira intitula-se Trabalhadores do Aço na Terra da Cana: os metalúrgicos e a formação da classe operária em Piracicaba (1945-1968)” e estuda a história dos primeiros anos da organização da categoria em nossa cidade.

“O objetivo da pesquisa é compreender o passado a partir da perspectiva e das experiências dos próprios operários” disse a pesquisadora.

A tese abordará, entre outros aspectos, o surgimento da Associação dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba em 1945 e sua posterior transformação em sindicato no ano de 1947, a primeira greve setorial ocorrida às vésperas do Golpe Civil-Militar de 1964 e também a ação dos sindicalistas e dos operários piracicabanos durante os primeiros anos da Ditadura Militar no Brasil.

O trabalho vem sendo feito com base na análise de documentos históricos, tais como: atas de assembleias operárias e fotografias preservadas pelo Arquivo Histórico do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba; prontuários e relatórios do Departamento Estadual de Ordem Política e Social (DEOPS) – um importante órgão de repressão da Ditadura Militar no Brasil – que se encontram no Arquivo Público do Estado de São Paulo; além dos jornais locais e estaduais e de documentos das empresas. Afora as fontes textuais e iconográficas, entrevistas também são realizadas pela pesquisadora com operários e sindicalistas aposentados.

 A pesquisa realizada tanto nos arquivos municipais como nos da capital paulista, também contará a trajetória das empresas piracicabanas, como, por exemplo, da Dedini, fundada em meados de 1920. De acordo com a historiadora, estudar o passado dos trabalhadores do chão das fábricas do município permite compreender uma história que vai além da classe, como a história da industrialização e da urbanização da cidade.

A tese, que vem sendo elaborada desde 2017, será defendida na UNICAMP em 2022. Fabiana Junqueira é Graduada (2011) e Mestre (2014) em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e já possui publicações e experiência de estudo no campo da história do movimento operário e sindical no Brasil.