Coronavírus: estado mantém região de Piracicaba na fase laranja do Plano SP

- Publicidade -

A região de Piracicaba (SP) foi mantida na segunda fase (laranja) do Plano São Paulo de de retomada gradual da economia. A decisão é desta sexta-feira (19) e vale pelo menos até 28 de junho, quando o plano será revisto conforme a situação da pandemia em cada região.

Com a permanência na fase 2, as prefeituras das 26 cidades do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Piracicaba não poderão avançar para a terceira fase da reabertura até a próxima avaliação.

É a segunda vez que o governo estadual decidiu que as cidades da região não vão regredir e nem avançar no Plano SP. Apesar disso, os prefeitos têm autonomia para fechar o comércio e voltar à fase vermelha.

Taxa de ocupação de leitos

O plano também detalha a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na região, que é de 60%. Na última atualização do plano, a taxa era de 63%.

O número de leitos também aumentou. No dia 8 de junho eram 8,4 leitos para Covid-19 a cada 100 mil habitantes na região. Na atualização desta sexta, o número é de 10,2.

Indicadores do Plano São Paulo na terceira atualização, para quarentena que vai até 28 de junho. — Foto: Reprodução/Plano São Paulo

Indicadores do Plano São Paulo na terceira atualização, para quarentena que vai até 28 de junho. — Foto: Reprodução/Plano São Paulo

Fases do Plano São Paulo

O Plano São Paulo criou cinco fases de reabertura a partir de critérios como a taxa de ocupação de leitos UTI para Covid-19, quantidade de leitos UTI para pacientes com a doença por cada 100 mil habitantes e os números de casos e mortes.

A classificação das regiões do estado por cores serve para indicar aos prefeitos destas áreas quais as atividades que podem ser autorizadas.

  • Fase 1, vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais.
  • Fase 2, laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições.
  • Fase 3, amarela: abertura de um número maior de setores.
  • Fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3.
  • Fase 5, azul: “Normal controlado” – todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.

O plano começou a vigorar em 1 de junho em alguns municípios. As prefeituras tiveram autonomia de decidir sobre as datas, por isso Campinas decidiu iniciar em 8 de junho.

Anúncios