Diretoria do Sindicato participa de debate sobre acidentes de trabalho no Cerest

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e região participou (28/04), Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, de um encontro realizado no Cerest, que teve como debate o Cenário dos Acidentes de Trabalho na região de Piracicaba. As palestras foram ministradas por Alessandro José Nunes da Silva, técnico do Cerest e pelo professor da USP, Rodolfo Andrade de Gouveia Vilela, com o tema “Desafios e Perspectivas dos sindicatos nas ações de prevenção de acidentes e adoecimentos relacionados ao trabalho.

Segundo Wagner da Silveira, Juca, presidente do Sindicato, “os números de acidentes, doenças e mortes seguem em alta, por isto temos que continuar cobrando das empresas o cumprimento das normas regulamentadoras de segurança no ambiente de trabalho. Os trabalhadores também devem denunciar caso haja qualquer irregularidade que possa vir a causar um acidente”, disse.

Nos últimos dez anos (2012-2021), 22.954 mortes no mercado de trabalho formal foram registradas no Brasil. Apenas em 2021, foram comunicados 571,8 mil acidentes e 2.487 óbitos associados ao trabalho, com aumento de 30% em relação a 2020, segundo dados atualizados do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho.