Reforma da Previdência e os jovens trabalhadores

A reforma da Previdência poderá causar sérios impactos na vida do trabalhador, por isto o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e região, entende que qualquer mudança na Previdência, deve ser amplamente discutida com a sociedade e com os representantes dos trabalhadores de forma democrática e transparente.

Em meio a tantos pontos polêmicos da reforma Previdência, um dos que merecem atenção, é o que prevê a inclusão de uma nova opção de regime trabalhista, para os jovens que ingressam no mercado de trabalho.

Segundo o texto, a juventude poderá escolher entre um vínculo empregatício baseado na carteira de trabalho tradicional (azul), que garante todos os direitos trabalhistas, ou optar pela carteira de trabalho verde e amarela, e com isto perder uma série de direitos. Os novos trabalhadores só não poderiam perder os direitos constitucionais.

O jovem já enfrenta sérias dificuldades para ingressar no mercado de trabalho, como inexperiência, falta de oportunidade, baixa qualificação, sem contar a concorrência, devido à alta taxa de desemprego, agora também terá que contar com a perda de direitos?

Um tema tão complexo e abrangente como a reforma da Previdência precisa ser mais debatido, pois uma reforma deve ter como o objetivo, garantir dignidade aos trabalhadores e não contribuir para a precarização do trabalho e diminuição de direitos, sendo que, uma reforma também deve servir para todos, e não somente para uma parte da sociedade.

 

Wagner da Silveira, Juca, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e região